Gatilhos Mentais – Mais persuasão para seu Negócio Online (Série II)

Gatilhos-mentais-Tomar-muitas-decisoesJá percebeu que quanto maior é o número de decisões que você precisa tomar diariamente, maior é a fadiga mental que recai sobre você?

E que isso pode te levar a tomar decisões erradas? 

Quando tomamos muitas decisões durante o dia ficamos exaustos, em especial mentalmente.

Isso mesmo, de fato isso ocorre constantemente. E muitas vezes não percebemos.

Sabedor disso Steve Jobs aplicava um método muito simples em seu cotidiano, porém eficaz.

Procurou eliminar todas as decisões que considerava irrelevantes a fim de poupar energia para as que de fato, eram mais complexas.

Um exemplo disso foi na maneira de se vestir: Steve Jobs sempre era visto com a mesma calça jeans e a “tão famosa” camiseta preta. (diz-se que em seu guarda-roupa Jobs possuía mais de 100 modelos de calça jeans azuis).

Como disse anteriormente, a fadiga mental faz parte do nosso dia a dia.

E devido a isso, em seu negócio ela pode atrapalhar em muito o consumidor, sim sua persona na habilidade de fazer escolhas e tomar decisões.

Porém, vale lembrar aqui que nós do GuiaViverOnlineHoje.com publicamos anteriormente a primeira série de Gatilhos Mentais para ajudar você na arte da persuasão em seu negócio online e sua vida pessoal. 

Clique para conhecer cada um deles caso ainda não os tenha visto:

 

Agora, dando continuidade para que isso não venha ocorrer é que tomamos a atitude de separar algumas maneiras de persuadir e ativar o Gatilho Mental das pessoas criando esse atalho para elas.

Gatilhos-mentais-Persuadir-ativar-gatilho-mental-pessoas

Nesse artigo você conhecerá 5 dos 15 gatilhos mentais que iremos apresentar nesta segunda série aqui no GuiaViverOnlineHoje.com e como utilizar cada um deles em seu negócio online e em sua vida pessoal. Vamos a eles:

  • 01 # Gatilho Mental da História;
  • 02 # Gatilho Mental da Comunidade;
  • 03 # Gatilho Mental do Evento;
  • 04 # Gatilho Mental da Interação e Conversa;
  • 05 # Gatilho Mental da Causa Social.

Agora vamos analisá-los um a um separadamente:

 

Mais persuasão para seu Negócio Online

 # 01 Gatilhos Mentais – História

Pare um instante e tente se lembrar: Quantas histórias você já ouviu e quantas histórias você já contou?

Conseguiu chegar a um número específico, exato? Não! Nem eu. Tentei fazer o mesmo.

Fato é que as histórias tem o poder de conectar as pessoas umas as outras por meio das emoções.

Gatilhos-Mentais-Contar-historias-storytelling

Antes da nossa existência até os dias atuais o conhecimento é passado, sim transmitido a todas as pessoas por intermédio das histórias.

Sim, verdadeiramente é a forma mais antiga de se criar uma conexão com nosso próximo.

Por esse motivo que quando uma história é muito bem contada, ela tem a capacidade de contagiar todos os ouvintes causando “aquela” sensação de nós em oposição a eles. (mocinho x bandido, solução x problemas).

Agora, porque as histórias são tão importantes como gatilho mental?

Elas têm a capacidade de tocar, mexer, ativar uma área do nosso cérebro que é responsável pelos sentidos, gestos e pequenas ações, o córtex cerebral.

As emoções despertadas em nós por meio das histórias são as responsáveis por causar esse efeito fantástico.

Note que quando você conta uma história você ativa em seu ouvinte a parte do cérebro ligada às áreas sensoriais e pequenas motoras, isto é no campo dos sentidos como: visão, audição, paladar, tato, olfato, além de pequenos gestos e reações.

Ainda que você não esteja vivenciando de fato a narrativa, sua mente subconsciente faz com que você tenha e sinta as emoções desta por meio de uma “aventura interna” a partir do momento que você escuta uma história.

Por isso que quando você se identifica com a narrativa, de imediato cria-se uma forte conexão com o narrador que tem como alicerce as emoções que você sentiu e sente.

E é nesse ponto que se nota a diferença.

Pois quem escuta ou lê passa a ver aquele que conta ou escreve não como um mero “vendedor” de algum produto ou serviço, mas sim como um co-autor, alguém mais próximo.

Quer um exemplo? Então pense comigo.

Assim como você, eu e todas as pessoas sabemos que refrigerantes e bebidas energéticas não fazem bem a saúde, tabagismo, nem se fala.

E no tocante a fast-food? Nem vou adiante.

Agora me responda: Por que, mesmo sabendo disso tudo ainda bebemos uma Coca-Cola ou tomamos um Red-bull?

Alguém ainda se lembra dos comerciais da Hollywood (… o sucesso!)?

Deixamos de fazer um lanche no MacDonald’s ou BurgerKing?

Evidente que não!

Mas é justamente pelo emprego desse gatilho mental que desperta em nós consumidores emoções que geram conexões e nos levam a ações como comer, beber e pasmem, até fumar.

Acredite. Histórias ligam pessoas.

# 02 Gatilhos Mentais – Comunidade

Vamos fazer uma “viagem” agora. Procure se lembrar da época em que você era mais jovem, quando estudava ou até fazia sua faculdade.

Então, lembra-se de que naquela época existiam, mesmo nesses locais, grupos de pessoas que compartilhavam hábitos e características comuns?

Formando suas comunidades e grupos que se destacavam na multidão?

Gatilhos-Mentais-Comunidade

Corte de cabelo, modo de se vestir, gosto musical, tipos de esportes, até a maneira de andar e se expressar. 

Desde aquela época, e acredito que até com aqueles que viveram antes de nós também já agiam da mesma forma.

Por que isso? Por que o viver em comunidade faz parte da raça humana.  O ser humano é um ser social.

E por esse fato quando interagimos em determinadas comunidades ou grupos de culturas diferentes, ao observá-las, somos levados a ter comportamentos e partilharmos dos mesmos costumes.

Agora você deve estar se perguntando: O que uma comunidade e a nossa inclinação em fazer parte dela, sim se tornar um membro, tem a ver com o seu prospecto e o seu negócio online?

Bom, agora convido você a “viajar” de volta direto para o nosso ponto de partida.

Então, o que acontece que hoje, isso não se limita mais ao espaço físico.

Lembra-se que antes tínhamos que estar perto, se reunir em um local específico fisicamente: um restaurante, um barzinho, uma casa ou clube.

Hoje com a internet isso mudou completamente.

É claro que tudo que é em excesso tende a não ser benéfico.

Foco, Impacto e Criatividade

Insira o seu endereço de e-mail abaixo para receber gratuitamente a atualizações do blog!

Pois se não atentarmos, a internet ou a própria tecnologia em si acaba por nos transformar em pessoas reclusas, associais.

Mas fato é que as fronteiras caíram.

Com a internet esse encontro se tornou virtual fazendo com que eu e você possamos interagir com pessoas dos quatro cantos da terra, porém mantendo as mesmas características de gostos e interesses em comum.

Portanto, quando ocorrer seu lançamento, todas as pessoas que estiverem ali, serão pessoas que estarão totalmente focadas e interessadas no assunto que você trata, seja ele qual for.

E o mais bacana é que na área de comentários vai ser exatamente o local onde essa comunidade vai interagir.

E essa interação em torno desse assunto em comum é que vai fazer com que as pessoas se sintam parte dessa comunidade esteja ela onde estiver virtualmente.

Por isso que é fundamental que você em seu lançamento garanta que esse espaço exista a fim de que as pessoas possam conversar sobre o assunto em questão o qual elas compartilham.

E mais, comprovem que a comunidade de fato existe e que elas fazem parte dela.

Porém, você não precisa limitar isso apenas na área de comentário de seu lançamento.

Você também pode e deve em seu negócio, lançar mão de grupos no WhatsApp, grupos fechados no Facebook, assim como aproveitar ao máximo a área de comentários do seu Blog e canal do Youtube caso existam.

Com isso todas as pessoas que compartilham do assunto que você trata poderão se encontrar e interagir crescendo mutuamente.

# 03 Gatilhos Mentais – Evento

E já que o papo é conexão, vou compartilhar duas experiências com vocês ligadas a esse gatilho mental que vamos abordar que é o evento.

Em dois momentos diferentes em minha juventude tive a oportunidade de participar de dois eventos que me marcaram.

O primeiro foi quando andava de skate, era praticante ativo desse esporte e me dedicava muito em me tornar um atleta de ponta.

Ah! Não posso deixar de mencionar que tinha a minha comunidade, minha “tribo”, onde nos reuníamos nos “picos” da cidade onde morávamos para a prática do esporte.

E certa vez, tive a oportunidade de comparecer a um campeonato em minha cidade com atletas profissionais de altíssimo nível.

Foi algo transformador ter a oportunidade de estar perto dos meus “ídolos” e poder vê-los em ação ao vivo e a cores.

Algo que só estava acostumado a ver em revistas ou programas de esportes.

A energia foi contagiante quando eu e meus amigos tivemos a oportunidade de ver manobras incríveis e inovadoras executadas por eles.

Foi algo realmente inesquecível.

Outro evento foi quando possuía o hobby de plastimodelismo. Lembro-me como se fosse hoje indo a minha primeira exposição.

E o interessante, que apesar de ser pouco conhecido, não imaginava que era um hobby voltado para todas as idades.

Desde adolescentes e jovens até pessoas maduras e com certa idade.

A magia que pude sentir ao poder ver e conhecer a imensidão daquele hobby, com seus expositores superexperientes e com suas maquetes fantásticas com um nível de perfeição fora do comum.

Tive a oportunidade de conversar com várias pessoas do segmento. Trocamos muitas experiências, dicas e macetes. Foi algo tremendo.

Por que trouxe esses exemplos? Justamente para compartilhar com você a importância que um evento tem e pode causar.

Gatilhos-Mentais-evento

Ele tem esse poder mágico e transformador, faz com que você seja contagiado a buscar um nível acima do que está.

O evento tem em seu ponto crucial a capacidade de gerar conexões com você mesmo e pessoas, interação.

Eu aprendi por meio de um provérbio africano que: “Se você quiser ir rápido, deve ir sozinho. Mas se quiser ir longe, deve ir acompanhado”.

Sim, é a pura verdade. São as conexões que movem a vida. Dentro do Empreendedorismo a conexão com as pessoas é algo fundamental.

E nada melhor do que um evento para proporcionar a possibilidade de se conectar a outras pessoas, conhecê-las e assim firmar novas parcerias para seu negócio.

Atualmente pessoas estão intensamente conectadas por meio da internet, redes sociais e aplicativos de mensagens.

Entretanto esse uso “compulsivo” tem se tornado o vilão, pois tem feito com que o hábito das pessoas se reunirem fisicamente diminua cada vez mais.

Por isso que um evento ao vivo no contexto atual tem se tornado algo fora do comum.

Portanto, procure realizar, ter eventos presenciais e/ou virtuais em seu negócio.

Isso além de ser um diferencial, o tornará mais atrativo àqueles que interagem com você na sua comunidade, independente do nicho que atue.

Como disse esses eventos podem ser ao vivo ou não.

Mas uma coisa é certa: Ainda que não seja um evento de grande expressão, o efeito causado por ele é mágico, transformador.

Então ao usar o gatilho mental do evento em seu negócio, você vai levar o seu prospecto e seu cliente a participarem de algo onde a energia liberada será fantástica, pois as pessoas poderão interagir criando conexões e compartilhando experiências e informações do mesmo interesse.

E creio que o diferencial está no número de vezes, isto é, na constância com que você proporciona determinado evento.

Isso gera uma expectativa e um desejo sadio pelo próximo.

Pense nisso.

 # 04 Gatilhos Mentais – Interação e conversa

Existem gatilhos que se comunicam. Falamos anteriormente sobre o gatilho mental da comunidade.

E agora vamos bater um papo sobre o gatilho mental da Interação e Conversa que é muito ligado a ele.

Você já assistiu a aulas em que o assunto em questão era fascinante, porém você passou a criar certa repulsa devido à forma com que era transmitido pelo professor?

Aquela aula monótona, sem interação. Um monólogo de 45 minutos que te causavam mais sono do que três noites sem dormir.

gatilhos-mentais-interacao-conversa

Sim, de fato isso existe.

É muito interessante como existem pessoas que são profundas conhecedoras de determinado assunto, mas tem uma dificuldade tremenda em transmiti-lo.

É claro que essas pessoas não o fazer por mal. Apenas possuem essa limitação.

Em contra partida você já teve a experiência de passar a gostar de determinado assunto justamente pela forma com que ele era transmitido?

Tipo: você detestava história, mas tinha “aquele” professor que possuía o “dom” de fazer com que sua aula fosse a coisa mais fantástica a ponto de você pedir que não terminasse.

Uma aula dinâmica, onde a interação era uma constante, agradável e quando você percebia os ditos 45 minutos pareciam 10 minutos e a aula já havia acabado.

E o mais incrível, você aprendia história da maneira mais “louca”, mas aprendia e passava até a gostar um pouquinho. 

Por que estou te trazendo esse exemplo?

Por que em seu negócio online, não apenas em um lançamento, mas na sua totalidade é expressamente importante que você interaja com seu público.

Você deve ter a percepção para saber responder a cada comentário que venha a surgir em seu blog, canal do Youtube, Twitter, Instagran e páginas do Facebook.

Pois as pessoas gostam mais de falar e serem ouvidas do que propriamente ouvir e se você não atentar para isso não conseguirá se conectar com elas. E tudo estará perdido.

Ouvir é uma arte. Dê atenção aos comentários e não demore em respondê-los.

Procure fazer com que cada resposta sua a cada comentário seja sentido pelo seu público como se vocês estivessem em uma praia caminhando.

Proximidade é tudo. Não responda apenas por responder, isso é a sua ruína. Lembre-se: as pessoas percebem.

Interaja com seu público de forma que vocês estivessem um ao lado do outro, ainda que haja milhas de distâncias entre vocês.

Isso gera respeito, credibilidade e empatia.

# 05 Gatilhos Mentais – Causa social

O gatilho mental da causa social é um dos que eu considero como o mais verdadeiro. Pois ele está ligado a sua história, sua trajetória de vida, sua jornada.

Quando você defende uma causa social, quando você mostra para as pessoas que você se preocupa com algo muito mais do que dinheiro.

Simplesmente dinheiro, não! É algo muito maior do que isso.

Gatilhos-mentais-causa-social

Quando você defende a causa de crianças abandonadas, a causa de inclusão social, a causa de famílias estruturadas e sadias, causa da violência infantil.

Bem, uma causa digna. Você defende algo maior.

Agora, o ideal é que esse gatilho mental tenha a ver com o seu segmento ou produto, ou não.

Mas é importante que seja uma causa muito forte.

É importante que você defenda uma causa que esteja diretamente ligada a você. Por que isso? Vou explicar.

Exemplo. Digamos que eu na minha infância tenha sofrido de violência por parte os meus pais.

Meus pais me batiam muito, a ponto de eu ter ficado com traumas e limitações psicológicas devido a isso.

Lembre-se, isso é apenas um exemplo.

E que agora, maduro. Eu em determinado evento, tome a iniciativa de destinar parte da verba arrecadada para um projeto, onde psicólogos trabalham em uma instituição voltada para cuidar de crianças que sofreram e sofrem de violência por parte dos pais.

O quê que eu fiz com isso?

Primeiro, eu peguei algo da minha trajetória, minha jornada e liguei ao meu produto, meu serviço. Peguei alguma coisa da minha própria jornada e liguei a minha causa.

Por quê? Porque em determinada fase da minha infância eu sofri, eu passei por aquele momento difícil que me marcou profundamente.

E que passar por aquilo foi algo muito ruim, muito penoso, algo que eu não desejaria nem para o meu maior inimigo.

Mas que graças ao trabalho de psicólogos desenvolvido naquela ou em qualquer instituição voltada para esse fim, eu pude superar e me tornar o que sou hoje.

E segundo, eu resolvi proporcionar para as pessoas não apenas o acesso ao produto ou serviço que eu presto, mas que por meio da verba arrecadada, eu vou poder contribuir de alguma forma para que crianças venham a ter acesso aos cuidados e tratamentos que eu tive.

Isto é, fazer com que outras pessoas se tornem cidadãos melhores, superando e conquistando os desafios da vida.

Isso é causa social. E por que a causa social é um gatilho mental poderosíssimo?

1º) Porque quando você se preocupa com algo mais do que dinheiro você sensibiliza as           pessoas.

2º) Porque com isso você leva as pessoas a uma reflexão, gerando uma conexão contigo.       Simpatizando com você e sua causa.

3º) Porque mostra que sua visão não é centralizada e sim periférica. O intento de suas             ações não são momentâneas, mas sim perenes.

4º) Porque tem a capacidade de mudar a maneira com que a pessoa te você. Você passa       de vendedor para ser humano.

5º) Porque mostra para as pessoas que seu intento real não é simplesmente “vender”,             mas sim promover, educar, ajudar e contribuir.

 

Agora três coisas são fundamentais:

# 01 – E que você ao defendê-la seja sempre equilibrado e sucinto, mas nunca apelativo e melodramático.

# 02 – É importante que você seja o defensor da causa e não o seu negócio.

# 03 – E que você acredite e abrace piamente a sua causa.

 

Então, está gostando do artigo? Então deixe seu comentário.

Em breve estaremos dando segmento a essa Segunda Série de Gatilhos Mentais a fim de te ajudar em seu negócio online.

Até a próxima!

Conteúdo Exclusivo

Insira seu endereço de e-mail abaixo para receber gratuitamente as atualizações do blog!

Marcelo

~> http://www.GuiaViverOnlineHoje.com/ - Empreendedor Digital - Sempre acreditei que toda pessoa possui virtudes e talentos que ainda não foram descobertos, os quais podem elevá-la a níveis jamais vistos e alcançados. Empreender transforma, mudou minha vida e a maneira de ver o mundo e as pessoas. Hoje vivo trabalhando com Marketing Digital e ajudando outros a conquistarem seus sonhos e ideais por meio desse segmento tão transformador.

Website: http://www.guiaviveronlinehoje.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *