Meta Smart – Infalível para Conquistar Objetivos

Bem, vou começar te fazendo quatro perguntas. Como está a sua “listinha” de desejos, propósitos e objetivos que você criou no final do ano passado? E suas metas? Conhece a Meta SMART?

Já alcançou alguns dos itens listados? Não responda…

É exatamente sobre isso que vai ser o nosso bate papo de hoje.

Eu não tenho a menor dúvida que para você crescer ou sua empresa crescer, metas precisam ser traçadas.

Sem a existência delas fica praticamente impossível mensurar onde você está, para onde deseja chegar e até identificar quais são os melhores meios e mecanismos que você vai utilizar para chegar no “top” da sua conquista.

E assim como eu, você também já deve ter passado pelo dissabor de nortear, isso mesmo, traçar metas e objetivos e infelizmente chegar à conclusão que não conseguiu de fato atingir nem um, nem outro.

Mas fique tranquilo. Hoje, nós vamos mudar “esse jogo”. Topa embarcar comigo nessa?

Combinado então! Vamos entender um pouco o que é a meta Smart, sua importância e como aplica-la em nossa vida ou no nosso negócio.

Mas antes de irmos direto ao ponto, vamos definir e entender melhor alguns conceitos.

 Diferenciando objetivos, desejos e propósitos de uma meta

Isso gera muita confusão, e acredito que muitos não o fazem por mal.

De uma forma bem objetiva e clara, podemos entender que o termo objetivo e por consequente, desejos e propósitos dizem respeito a um fim que se quer atingir.

E esse fim pode ser tanto um estado como um local que se deseja alcançar. Seja de cunho pessoal ou profissional (empresa).

Já a meta é exatamente o caminho, o passo a passo que você deve percorrer e executar para chegar ao seu objetivo.

E essa meta pode ser pré-definida como sendo também um marco, um limite ou desafio, ação ou uma etapa a ser atingida dentro de um objetivo, ou em parte ou no seu topo.

Então, dessa forma podemos entender que dentro desse contexto o objetivo nada mais é do que o alvo definido em metas.

Resumindo: Objetivo se torna o onde e meta é o caminho ou meio.

 Por que estabelecer metas é tão importante?

Porque quando você estabelece metas, você melhora sua visibilidade em relação ao objetivo determinado.

Perguntas como: O que, como, durante quanto tempo ou quando precisam e devem ser feitas.

E isso, acredite ou não, vem a facilitar e ao mesmo tempo amplificar características emocionais fundamentais para atingir o êxito.

Quando você estabelece metas, seu foco se torna mais apurado levando você a estar mais comprometido com o objetivo final.

Isso também acontece com sua disciplina, nível de dedicação e confiança. Pois uma vez amplificados tendem a gerar resultados significativos ao longo do processo.

Você ao se disciplinar buscando o objetivo desejado vai empregar esforço, vontade e determinação para esse fim.

O mesmo acontece com sua dedicação que está diretamente ligada a forma e principalmente a qualidade com que você vai executar cada ação em prol do objetivo final.

E no tocante a confiança, nem se fala, pois se você não acreditar em você, nem dê o primeiro passo. O único responsável pela conquista é você.

Entenda que quando digo isso, não me refiro à autossuficiência.

Em suma, a importância das metas tem o seu papel, pois elas tornam o objetivo final mais atingível. Ou seja, quando você divide seu objetivo em pequenas metas.

Força de vontade X Planejamento, Quem ganha essa batalha?

 

De cara já te digo que é o planejamento. Não que a força de vontade não seja importante, pelo contrário, ela também tem um papel fundamental.

A força de vontade atua inicialmente como uma mola propulsora no começo de todo o processo.

Porém como a força de vontade está diretamente ligada as emoções e estas, em nós possuem o seu momento de altos e baixos, são inconstantes.

Da mesma forma uma mola. Esta, com o passar do tempo tende a diminuir sua tensão e elasticidade.

Portanto, depender apenas da força de vontade é arriscado. Talvez funcione no começo e por um período de tempo devido à carga emocional.

Mas isso é temporário, exceto quando por um curto período.

Definindo e entendendo o que é uma Meta SMART

O método SMART ou meta SMART (que significa esperto em inglês) é uma excelente ferramenta, que foi desenvolvida pelo austríaco e pai da administração moderna, Peter Drucker.

Essa ferramenta tem como papel principal, auxiliar no momento em que as metas estão sendo definidas. Independente se estas sejam de cunho pessoal ou profissional.

Partindo do pressuposto que qualquer meta pode ser transformada em uma meta SMART, ela nada mais é do que a criação de um plano de ação baseado em estimativas reais.

E que tem seu fundamento em cinco (5) atributos que estão descritos no acrônimo SMART os quais veremos separadamente a seguir:

“S” (Specific)

 

O “s” está diretamente ligado a especificidade. Quanto mais sua meta for específica, melhor.

Por exemplo. Digamos que você queira trocar de carro ano que vem.

Mas… O que significa “especificamente” trocar de carro para você? É sair de um popular para um SUV? Ou o inverso? É trocar de cor, tipo de combustível ou potência?

Como você pode perceber cada pessoa possui uma forma muito particular de pensar, e consequentemente de ver as coisas e enxergar o mundo.

Ou seja, trocar de carro pode ter vários significados para cada tipo de pessoa.

Portanto, como o próprio nome já define essa etapa inicial, quanto maior for a riqueza de detalhes e peculiaridades no tocante a sua meta final, melhor.

Aqui ter clareza é fundamental. Você precisa enxergar o que deseja. Esse é o seu ponto de partida.

Voltando para o exemplo então, você deve proceder assim.

Desejo trocar meu carro atual por um SUV Tucson, zero quilômetros, na cor preta, GLS 2.0 e teto-solar.

“M” (Measurable)

Segundo William Edwards Deming, considerado o pai da evolução na qualidade:

Então, com base na frase acima, podemos entender que uma meta precisa ser mensurável. Ou seja, deve-se ter a condição de medir os avanços alcançados.

Sejam eles de caráter financeiro, de resultados ou fator tempo.

Sendo assim, parâmetros precisam ser adotados como: marcos, eventos, start-up, deadline, etapas, dias, meses, anos, valores monetários, etc.

E duas perguntas precisam ser feitas:

  • Quanto é o resultado esperado da minha meta?
  • Quanto tempo será necessário para realiza-la?
  • Quais ações serão necessárias?

Voltando para o exemplo. Digamos que essa meta tenha sida traçada no final do ano passado para o ano seguinte e que o carro será financiado, dando-se 50% de entrada.

Com isso você precisa definir:

  • Valor total do carro para cálculo da entrada: R$ 159.600,00 (em 16/05/2017). Nesse valor, teremos uma entrada de R$79.800,00.
  • Valor da entrada dividido em 12 meses: Após análise, constatou-se a viabilidade de separar R$6.650,00/mês do orçamento para esse fim.
  • Data limite para depositar a importância para efeitos de rendimentos: melhor data após estudo ficou até o dia 12 de cada mês para realizar o depósito.

“A” (Attainable)

É importante observar que apesar de distintas, as características que definem a meta SMART devem se comunicar e acima de tudo, ser coerentes.

Pois de nada vale você ser específico ao elaborar sua meta e também ter a capacidade de medir seus avanços se for completamente impossível você atingir os valores (tempo/financeiro e resultado) arbitrados, concorda?

Por outro lado, não vejo nada de errado em elevar as metas a serem atingidas, pois essa análise é muito pessoal. Seja para você ou sua equipe.

Digo isso devido a essa pergunta: Você está disposto a pagar o preço para atingir seus objetivos? E cá entre nós, cada um conhece bem o seu limite.

Portanto, quando você for definir os valores, esteja certo de que esses números estejam dentro de uma realidade possível, ou seja, possam ser atingidos.

Aqui cabe o exemplo de que uma meta de vendas necessita de tempo, dedicação e comprometimento para serem “batidas”.

Continuando nosso exemplo. Para se fixar o valor de R$6.650,00/mês como meta, concluiu-se, após uma análise detalhada, que ficaria dentro do orçamento e passível de ser atingida tanto no valor quanto no fator tempo.  

“R” (Relevant)

De maneira direta, podemos entender que metas precisam ser relevantes. Isto é, estarem diretamente ligadas ao objetivo a ser alcançado.

Entenda que cada meta traçada e alcançada deve atuar como uma “mola propulsora” que vai lançar você para mais perto do seu objetivo final.

Se você traça uma meta que não vai causar nenhum efeito progressivo em direção ao alvo, seu tempo e esforço estarão comprometidos.

Então cuidado com metas que não te levam a lugar algum.

É importante observar que uma meta relevante se torna ainda mais desafiante quando está ligada a um propósito de vida e que uma vez atingida, venha a impactar positivamente a você ou as pessoas ao seu redor.

De volta ao nosso exemplo. Fixar metas como a redução de gastos com passeios, restaurantes e supérfluos vão exatamente cumprir o que observamos acima.

“T” (Time-bound)

Também conhecida como time-based, chegamos ao último tópico da Meta SMART: o tempo ou questão temporal. Mais especificamente: prazo.

Uma meta, por mais simples ou complexa que seja se não estiver atrelada a um prazo final ou limite para sua execução, estará enfadada à procrastinação.

As metas precisam ser temporais para serem levadas a sério.

Essa foi uma das fortes características que notei quando trabalhei em uma empresa de renome no Japão. Tudo, exatamente tudo possuía um prazo limite para ser executado.

Praticamente não existia o adiamento para marcos importantes. Pense nisso e no nível de comprometimento desenvolvido pelos líderes e liderados.

Sabendo disso, agora falando do nosso exemplo, a data final para a compra do carro na concessionária (deadline) ficou sendo para o dia 15 de janeiro do ano seguinte.

É claro que essa conduta foi extensiva a todas as demais metas existentes.

Dissecando um exemplo

Vamos observar agora e com mais clareza o exemplo que pegamos.

S (específica) – Desejo trocar meu carro atual por um SUV Tucson, zero quilômetros, na cor preta, GLS 2.0 e teto-solar.

M (Mensurável) – valor total do carro para cálculo da entrada: R$ 159.600,00 (em 16/05/2017). Nesse valor, teremos uma entrada de R$79.800,00.

Valor da entrada dividido em 12 meses: Após análise, constatou-se a viabilidade de separar R$6.650,00/mês do orçamento para esse fim.

Data limite para depositar a importância para efeitos de rendimentos: melhor data após estudo ficou até o dia 12 de cada mês para realizar o depósito.

A (Atingível) – Continuando nosso exemplo. Para se fixar o valor de R$6.650,00/mês como meta, concluiu-se, após uma análise detalhada, que ficaria dentro do orçamento e passível de ser atingida tanto no valor quanto no fator tempo.  

R (Relevante) – De volta ao nosso exemplo. Fixar metas como a redução de gastos com passeios, restaurantes e supérfluos vão exatamente cumprir o que observamos acima.

T (Temporal) – Sabendo disso, agora falando do nosso exemplo, a data final para a compra do carro na concessionária (deadline) ficou sendo para o dia 15 de janeiro do ano seguinte.

É claro que essa conduta foi extensiva a todas as demais metas existentes.

Conclusão

Bem, com base no que você viu a Meta Smart vai te ajudar a fazer o planejamento, gerar motivação para concretizar cada uma das metas que você estabelecer, tudo isso de forma fácil e intuitiva.

Com a Meta Smart você estará tomando as melhores ações a fim de planejar e gerenciar seus objetivos pessoais, profissionais e empresariais.

Bem, então é isso. Espero ter ajudado você com estas informações a respeito de como tirar maior proveito da Meta Smart para sua vida pessoal, profissional e empresarial.

Coloque-as em prática e comece a colher os resultados.

Se o artigo te ajudou, compartilhe nas redes sociais!

Se você tem alguma dica extra ou dúvida, deixe seu comentário logo abaixo e vamos interagir!

Forte abraço e Sucesso!

Dica extra

Saiba como ele ganhou R$ 372.498,70 usando apenas um computador e uma conexão de internet!

Clique e assista ao vídeo!

Marcelo

~> http://www.GuiaViverOnlineHoje.com/ - Empreendedor Digital - Sempre acreditei que toda pessoa possui virtudes e talentos que ainda não foram descobertos, os quais podem elevá-la a níveis jamais vistos e alcançados. Empreender transforma, mudou minha vida e a maneira de ver o mundo e as pessoas. Hoje vivo trabalhando com Marketing Digital e ajudando outros a conquistarem seus sonhos e ideais por meio desse segmento tão transformador.

Website: http://www.guiaviveronlinehoje.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *